Matéria

  • Home /
  • Negócios em alta para 2019

Negócios em alta para 2019

Negócios em alta para 2019

Os últimos anos não foram animadores para o mercado. Mas quem tem o objetivo de abrir uma empresa  pode planejar sua estreia no empreendedorismo em 2019. A verdade é que o cenário econômico que se desenha é bem mais otimista do que o de 2017 e 2018. E se a instabilidade continuar, nada mais natural que os negócios em alta se mantenham também próximos daqueles anunciados para este ano.

A diferença agora é que, se você perdeu a oportunidade, está ganhando uma nova para, enfim, montar uma boa estratégia para tirar sua empresa do papel.

Alimentação alternativa: As condições de intolerância ao glúten e à lactose não surgiram agora, mas enfim o mercado percebeu que há uma fatia considerável a atender. São promissores negócios voltados a produtos livres de glúten e de lactose. O amadurecimento do setor deve multiplicar os resultados. E nunca é demais lembrar que, especialmente sobre a ausência de glúten, há outro segmento bastante interessado, apesar de não haver restrição alimentar: estamos falando do mercado fitness.

Cosméticos: a crise permanente até pode amenizar a necessidade de as pessoas se sentirem bonitas, mas não consegue esfriar o mercado. E nunca é demais lembrar que, cada vez mais, os homens têm participado como clientes fiéis. A entrada com tudo do público masculino deu um novo gás ao setor e quem tem direcionado esforços a esse perfil vem faturando bem. Outro apelo forte na área de cosméticos diz respeito ao uso de produtos naturais, menos agressivos tanto à pele como à própria natureza.

Coworking: Há razões diversas para enxergar nos espaços de coworking uma forte tendência. A primeira delas é o crescente interesse por negócios de economia compartilhada, onde o conceito de dividir é muito forte. Mas há outro fator que ajuda a impulsionar o segmento: o aumento do desemprego e a crescente procura por opções para trabalhar em casa. Como nem sempre o home-office oferece condições adequadas para atividades profissionais, utilizar um coworking se revela uma ótima alternativa.

Leitura biométrica: Muita gente relaciona a leitura biométrica a situações nas quais a impressão digital é verificada, como ocorre nas eleições. Mas esse é um uso muito pequeno entre todos aqueles que já estão trazendo um pouco do futuro aos dias atuais. Além das digitais, a tecnologia utiliza também o reconhecimento facial e de retina. Já há no mercado smartphones nos quais o bloqueio e desbloqueio de tela é por meio da leitura biométrica, por exemplo. Mas seus usos vão muito além, desde a identificação de funcionários autorizados para entrada em áreas restritas até a coleta da digital de clientes em caixas eletrônicos.

Impressões 3D: Como tudo que é novo, o mercado de impressões 3D é um tanto desafiador, mas quem conseguir dominá-lo tende a empreender em um negócio altamente lucrativo. As principais empresas do setor são startups de fora do Brasil. Embora esse seja um indicativo de limitação da tecnologia por aqui, que tal ver de outra forma? Tem muito mercado a explorar, oferecendo soluções inovadoras e ainda inéditas.

Se o sucesso do seu investimento vai se confirmar, não há como garantir, pois há vários fatores envolvidos, será preciso estudar o próprio negócio e construir um planejamento detalhado.

Fonte: conta azul

Tags: Serviço


Adicionar comentário


Vinhedo, SP

Rua São Thomé, 58 Santa Claudina,
CEP 13.280-000

Número de Telefone

+55 (19) 3876-6989

Fampage