Matéria

  • Home /
  • A hora e a vez das franjas

A hora e a vez das franjas

A hora e a vez das franjas

Separamos três tendências que serão destaque neste verão, pois ela assim como a estação traz aquele toque de modernidade e ainda confere autenticidade ao look. Um ícone que resiste às gerações e se faz presente nos mais variados estilos.

Cortininha - Esta tendência ficou conhecida na década de 1970 com as embaixadoras Brigitte Bardot e Jane Birkin, ensaiou retorno no início dos anos 2000 com Alexa Chung e Sienna Miller e, agora, conquista de vez a geração das millennials. Uma das versões mais adotadas é a que o efeito deixa a franja dividida ao meio de forma bastante natural. Normalmente é feita na altura da sobrancelha e recebe pequenos picotes nas extremidades para dar movimento e leveza. É o tipo ideal de franja para quem não quer arriscar muito, pois como é naturalmente mais longa, em algumas semanas ela já cresce. A única ressalva fica em relação à textura dos fios: se os seus são muito finos ou muito crespos, o efeito cortininha não vai aparecer.

Baby Bang - A versão curtinha é a preferida das mais ousadas como Kerry Washington, Emma Watson, Ursula Corberó, Yara Shahid, Bianca Bin e Sophie Charlotte. Este tipo de franja deve ser adotado por mulheres jovens e de rosto oval, com fios bem acima da sobrancelha e totalmente desconectados em um efeito assimétrico, sem o alinhamento dos fios retos. Pode ser usada por quem tem cabelo ondulado e liso. A baby bang também tem variações, pois pode ser adotada com fios mais bagunçados, desfiada e até reta, no estilo boneca.

Estilo shaggy - Elegante e atual, ela é uma excelente opção para quem deseja modernizar o visual sem diminuir o comprimento dos fios. Shaggy significa “desgrenhado” em inglês e, portanto, o ponto alto desse look é o efeito bagunçadinho, mais despojado. Além de ficar superelegante, a tendência é perfeita para disfarçar testas muito grandes ou dar um up no visual. Para alcançar esse resultado, o corte é realizado de forma arredondada, inspirado nos anos 1970 e 1980, com as laterais maiores que o centro. E para caracterizar o messy natural vale desfiar as pontas. A proposta é deixá-la desalinhada.

Para os homens: Franja caída e lateral disfarçada
Sucesso nos cortes masculinos, vários já aderiram a esse estilo de corte e, além da franja comprida, eles também passam a máquina na lateral para criar um degradê mais leve apenas de um lado da cabeça. Parecido com o sidecut, estilo que pegou forte há uns anos, além do degradê, também há a possibilidade de usar a franja com toda a parte inferior da cabeça na máquina 2.

Tony Bassetti

www.tonybassetti.com | tonybassetti_hairstylist

(19) 3308-7582 | 99378-3526
Av. Albino José Barbosa de Oliveira, 1895

Tags: Beleza


Adicionar comentário


Vinhedo, SP

Rua São Thomé, 58 Santa Claudina,
CEP 13.280-000

Número de Telefone

+55 (19) 3876-6989

Fampage