Matéria

  • Home /
  • A importância de educar com amor e com limites

A importância de educar com amor e com limites

A importância de educar com amor e com limites

A fim de que se tornem adultos capazes de lidar com as decepções da vida, toda criança precisa desde cedo ter limites. Limites no sentido de saber até onde vai seu espaço e onde começa o do outro, e que por tanto deve ser respeitado, assim como a figura condutora de sua educação. 

O que temos visto, são crianças e pais de uma geração tecnológica tentando se encontrar em uma relação pai e filho. O excesso de informações e hiperestimulação dessas crianças, que raramente conhecem o tédio, faz com que se sintam “reis” e “rainhas” do mundo, tornando difícil respeitar hierarquias. E os pais, por outro lado, ficam perdidos sobre a melhor maneira de educar e acabam por se verem reféns de suas próprias crianças. Sim, elas tem tomado conta da casa! Esta situação de forma alguma é saudável, visto que crianças não podem e não devem por exemplo, escolher sua alimentação. Este é apenas um exemplo, de situações que mal percebemos enquanto pais, o quanto estamos sendo “manipulados”. É só olhar para o seu carrinho de supermercado. Quando se tem todos os desejos satisfeitos e de forma imediata, fica difícil aprender e saber esperar, ter paciência e valorizar o que quer que seja. Portanto precisamos refletir sobre o que, ou quem estamos criando. O que esperamos para o futuro de nossas crianças e de suas relações sociais e profissionais. 

Uma educação baseada em rotina, limites e consciência coletiva é necessária para um bom desenvolvimento emocional das crianças, para terem tolerância às frustrações, tão presentes em nossa vida, principalmente a partir da adolescência.

Educação Preventiva

A personalidade da criança se forma até os 7 anos de idade e tudo de mais importante que ela poderia aprender sobre sua educação moral acontece nesta etapa. O que você vivenciou dos 0-7 anos é o que torna você quem você é! Por isso a importância de focar nesta etapa chamada de primeira infância, e aproveitar este período para construir bases sólidas no desenvolvimento de sua criança, evitando assim problemas emocionais e mentais futuros. Tudo começa em casa, a escola pode ajudar, assim como um profissional, mas se os pais não se conscientizarem da importância de enxergar o próprio lar como uma “mini sociedade”, em que deveria ter regras, divisão de tarefas, respeito aos espaços coletivos, valorização da renda familiar e cooperação mútua , fica difícil a criança se adaptar a outros espaços sociais e ter esse tipo de atitude, o que se formos analisar, é o que todos esperamos uns dos outros enquanto cidadãos. 
A psicoterapia infantil pode ter um papel importante na orientação familiar e mediação de conflitos entre os pais, ajudando a chegarem a um consenso quanto à educação. A partir deste ano, Livia Ribeiro Lopes, psicóloga especialista em Psicologia Analítica Junguiana e psicopedagoga, passa a integrar a equipe do Extra Classe, como o projeto chamado Amor com limites, que propõe discussões sobre as formas atuais de educar e seus impactos no desenvolvimento infantil.

Livia Ribeiro Lopes - Equipe Extra Classe - Psicóloga especialista em Psicologia Analítica Junguiana e psicopedagoga

3287-6984 / 98822-8132 / 99710-2257 - www.extraclassecursos.com.br

Tags: Educar


Adicionar comentário


Vinhedo, SP

Rua São Thomé, 58 Santa Claudina,
CEP 13.280-000

Número de Telefone

+55 (19) 3876-6989

Fampage